sábado, junho 18, 2005

 

Rompem-se as águas em Mega Cimeira

Desde há muito tempo que Mega Cimeira anseia por ter abastecimento de água em condições de pressão que permita a adequada utilização das máquinas de lavar, esquentadores, etc..
Há já tempo que esta comissão tem procurado junto da Câmara Municipal de Góis, transmitir a vontade dos consumidores, estando igualmente atenta e receptiva às condicionantes do abastecimento, tal como lhe foram apresentadas pelo senho presidente da câmara.

Assim, entendeu a comissão, promover uma sessão de esclarecimento e de decisão, para que a Câmara Municipal de Góis (representada pelo seu presidente), a Junta de Freguesia de Alvares (que não se fez representar), a Comissão de Melhoramentos de Mega Cimeira (como patrocinador do encontro) e todos os habitantes debatessem e decidissem sobre as condições de fornecimento de água a Mega Cimeira.

Efectivamente, a sessão de trabalho decorreu de forma exemplar e extremamente orientada aos resultados pretendidos e aos interesses dos visados e da qual se transcreve em seguida a acta da mesma, para conhecimento público.

Acta de Reunião da Comissão de Melhoramentos 21-Nov-2004.

Aos vinte e um dias do mês de Novembro de 2004, na sala de aula da antiga escola primária de Mega Cimeira, na localidade com o mesmo nome, reuniram-se a Direcção da Comissão de Melhoramentos de Mega Cimeira representada por Rui Gonçalves David (presidente) e Victor Silva (vice-presidente), as suas Delegações de Coimbra e de Mega Cimeira, a população residente e o senhor Presidente da Camâra de Góis, Exmo. Senhor Manuel Girão, com o propósito de discutir e tomar decisões sobre o abastecimento de água à aldeia de Mega Cimeira e lugares vizinhos.

A sessão, que deveria ter tido início às 10h00 locais, acabou por iniciar-se cerca das 11h00 de modo a potenciar o maior número de participantes.

A sessão foi aberta pelo presidente da Comissão de Melhoramentos de Mega Cimeira, reiterando que esta ali estava a actuar como facilitadora entre a população e a Câmara Municipal de Góis, de modo a que as decisões ali tomadas, reflectissem o interesse geral da população, baseadas num conhecimento devidamente esclarecido pela sua Câmara Municipal e pela sua Junta de Freguesia, que inesperada e inadvertidamente não se fez representar.

Foi aberta a ordem de trabalhos pelo Senhor presidente da Câmara Municipal de Góis com uma breve apresentação da evolução do abastecimento de água ao Concelho, tendo-se um entendimento geral de que:
  • Em Mega Cimeira, a responsabilidade do fornecimento da água é totalmente da Camâra Municipal tendo esta tudo preparado para realizar o respectivo protocolo com as Águas de Portugal / Águas do Mondego, caso a população decida optar pelo abastecimento da rede pública;
  • Vai ser construída uma nova rede de abastecimento para que toda a população possa ter água com pressão adequada dentro de casa, uma vez que a existente é antiga e não oferece confiança de durabilidade. Assim, o abastecimento pode ser feito através da água da mina ou através de Pedrogão (rede pública), sendo que o Senhor Presidente da Câmara tem de apresentar o respectivo orçamento ainda durante este mês de Novembro, de forma a poder integrar este investimento nos investimentos que utilizam os fundos comunitários, para proceder à abertura de concurso em Janeiro próximo, adjudicar a obra e poder ter este assunto resolvido até ao próximo Verão;
  • Foi ainda confirmado pelo Senhor Presidente da Câmara que, caso se pretenda utilizar simultaneamente o abastecimento da rede pública e o abastecimento actual da mina, os dois projectos podiam arrancar em simultâneo porque a vala para as canalizações é a mesma, podendo-se fazer coexistir uma rede para ligar a mina aos chafarizes com a utilização do depósito existente e uma nova rede para abastecimento domiciliário através rede pública.


Na sequência da utilização da água da mina, os presentes referiram a necessidade de limpeza da mesma, ao que o Senhor Presidente da Câmara concordou.

De seguida, o Sr. Presidente da Comissão de Mellhoramentos de Mega Cimeira fez alguns comentários, entre os quais se destacam a questão da evolução do aquecimento global que poderá afectar os níveis de águas das minas, além de outras questões associadas a factores de contaminação e de saúde pública.

Dando inicío à sessão de perguntas e respostas, a Dª Isabel Antunes questionou o Senhor Presidente da Câmara sobre se era feito controlo à água da mina, tendo sido confirmado que a Câmara efectua controlos esporádicos à água da nascente, os quais não revelaram até à data factores que impeçam a sua utilização. Foi ainda referido que têm-se registado problemas na qualidade da água de nascentes de outras aldeias, por exemplo por causa dos javalis.

De seguida, foi a vez do Sr. Victor Manuel Henriques da Silva questionar o Senhor Presidente da Câmara sobre se serão construidas condutas de abastecimento de água para servir os bombeiros através de bocas de incêndio, tendo sido respondido que sim, através da nova rede a instalar, acrescentando que a pequena barragem da ribeira servirá igualmente para abastecer os carros de bombeiros, mesmo sem energia eléctrica, pelo que aquela será objecto de conservação.

A Dª Maria de Lurdes usou da palavra para registar que a actual situação não serve os interesses da população e que é apoiante de uma tomada de decisão e consequente implementação de solução o mais depressa possível, sentindo-se aquela afectada pela demora da mesma.

O Sr. Fernando Viegas solicitou que também fosse colocado um chafariz no Cabeceiro ao que o Sr. Presidente da Camâra acedeu.

Findo o período de discussão procedeu-se à votação em que cada casa habitada valeu um voto.

Com dezassete votos a favor, zero contra e zero abstenções, foi aprovada a solução que preconiza a construção de uma nova rede de abastecimento da água da mina aos chafarizes e, em simultâneo, outra nova rede para abastecimento das habitações e bocas de incêndio, através da água da rede pública (vinda de Pedrogão), conforme os prazos previstos pelo Senhor Presidente da Câmara.

Após esta votação, o Senhor Presidente da Câmara concluiu a sua intervenção, expressando o seu agrado pela atenção e participação prestadas pela população na sessão, declarando ainda que a Câmara vai financiar a abertura das obras da Escola com uma verba inicial de 2.500 Euros para as obras mais urgentes.

O Sr. Presidente da Comissão de Mellhoramentos de Mega Cimeira encerrou a sessão, expressando igualmente o seu agrado pelo modo como a população de Mega Cimeira participou, analisou, discutiu e expressou a sua vontade, de forma exemplar como exercício genuino de democracia. De igual modo este reparo se estendeu aos habitantes de lugares vizinhos que se deslocaram à sessão e cuja participação constitui sempre um valor acrescentado na partilha de opiniões e num debate construtivo.

Por não haver mais nada a declarar, vai esta acta ser assinada por todos os intervenientes.


 

Porque continúo ...



Já vos expliquei a principal razão porque aceitei fazer parte da Comissão de Melhoramentos. Todavia, o meu conceito de justiça obriga-me igualmente a dizer-vos porque ao fim deste tempo todo e apesar da exígua disponibilidade que a minha vida pessoal e profissional me reservam, continúo em funções.

De facto, costuma dizer-se que "quem corre por gosto não cansa" e dificilmente esta ideia não se aplicaria diante os factos seguintes:

Por tudo isto, tenho continuado, inclinando-me humildemente perante os que me têm acompanhado e ajudado, reiterando o meu esforço e desejo por estar à vossa altura.

Rui Gonçalves

(presidente da Comissão de Melhoramentos de Mega Cimeira)


 

Porque aceitei ...



Existem pessoas que o destino nos coloca no caminho e às quais não ficamos indiferentes. Foi o que aconteceu comigo quando tive o prazer de conhecer o senhor Ernesto, com o qual a relação de "sogro-genro" rapidamente se equivaleu a uma relação "pai-filho".

É verdade, à semelhança dos demais, tenho por ele um carinho imenso, fruto da sua personalidade, integridade e afabilidade, características que nele existem no seu mais elevado grau. Aliados a estes adjectivos, esteve sempre presente a sua disponibilidade para ajudar os outros e para contribuir para a evolução da sua terra.

Contudo, o passar dos anos foi deixando as marcas inevitáveis e apesar de o vermos com os mesmos olhos e apreço, a verdade é que as forças vão-no abandonando, daí que no seu lugar e em sua homenagem, decidi tomar o seu lugar no contributo por Mega Cimeira, apenas no esforço pois que jamais o poderia substituir em tudo aquilo que o senhor Ernesto é e representa para todos nós.

Rui Gonçalves
(presidente da Comissão de Melhoramentos de Mega Cimeira)

 

O @rauto de Mega Cimeira



A Comissão de Melhoramentos de Mega Cimeira, decidiu levar a cabo uma iniciativa no âmbito das novas tecnologias, nomeadamente com a criação deste "blog" como sendo um espaço previlegiado de divulgação de informação às gentes de Mega Cimeira e de lugares vizinhos.


Assim, de igual modo, todos terão também a oportunidade de emitir os comentários que entenderem aos artigos aqui publicados.

Tornemos este espaço um lugar de informação e de diálogo, digno e com a qualidade que todos nos merecem.

Com amizade,
a Comissão de Melhoramentos de Mega Cimeira.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?